LIVRO – COSMETOLOGIA: COMO EU FAÇO – VOLUME 2

R$350,00

Cuidar da pele é proteger, defender e resguardar o corpo todo. A cosmetologia tópica é responsável por grande parte desta função. E quando falamos de cosmetologia de uso tópico devemos nos lembrar que a pele é também o órgão mais extenso do organismo.

Calcular Frete
Forma de EnvioCusto EstimadoEntrega Estimada
SKU: COSMET2 Categoria:

Descrição

LIVRO – COSMETOLOGIA: COMO EU FAÇO – VOLUME 2

Informações do Livro

Cuidar da pele é proteger, defender e resguardar o corpo todo. A cosmetologia tópica é responsável por grande parte desta função. E quando falamos de cosmetologia de uso tópico devemos nos lembrar que a pele é também o órgão mais extenso do organismo.

 Com certeza cada órgão do corpo humano possui suas particularidades e complexidades, mas quando falamos da nossa especialidade, “a pele” devemos ter em mente a  originalidade que envolve este tema, conhecer em profundidade a fisiologia da pele, suas adversidades, fragilidades, e enfrentamentos, nos torna mais capazes, aptos e merecedores do título de “especialistas em pele”, “especialistas em cosmetologia”.

        Faz parte também deste conhecimento, uma profunda sabedoria, não somente sobre as disfunções estéticas, mas também a completa informação sobre as patologias orgânicas e dermatológicas que afetam esta ciência.

Falar de beleza é, a um só tempo tratar de alguma coisa muito real, que desperta sentimentos intensos e inspira ações que vão da contemplação reverencial e silenciosa, a empoderações de ordem conceitual e/ou material para usufrui-la e/ou produzi-la, mas que também se furta e nos nega uma definição objetiva, ou seja, beleza é algo extremamente subjetivo e particular que varia conforme a cultura de um povo.

        O que significa para um homem ou uma mulher, serem feios nos tempos atuais? Seria somente de beleza que nós profissionais da estética e cosmética tratamos?  Quais as perdas que ocorrem durante o envelhecimento do ser humano? Quais os possíveis ganhos? E quais as perspectivas nos dias atuais para o indivíduo que envelhece e não quer perder sua beleza física e estética?

        À medida que investigamos os novos conceitos e definições da fisiologia, histologia, constituição, organização e funcionamento da pele no mundo moderno de hoje, também precisamos estar cientes e abertos para uma nova inclusão de conceitos, bem como, que teremos de estudar a pele sob um novo olhar, sob um novo prisma, uma nova complexidade.

A sociedade em que vivemos possui padrões de estética e beleza bem delimitados e exigentes, e a maioria das pessoas esforça-se, de certo modo, para atingi-los e com isso enquadrar-se neste modelo de beleza. No caso dos pacientes com problemas dermatológicos, o sentimento de inadequação e os estigmas vivenciados são muito claros e evidentes diante de tais exigências sociais de “normalidade” estética.

Sinto a necessidade de destacar que a qualidade de vida de uma pessoa está baseada, entre diversos aspectos, desde a maneira como o indivíduo flexibiliza suas posturas e costumes frente às situações estressantes da vida, bem como a maneira que conduz estas atitudes, a fim de alcançar um melhor relacionamento consigo e com os outros.  Sendo assim, tento demonstrar a real função da estética e da cosmética na sociedade, pois através de nosso conhecimento talvez sejamos capazes de amenizar os sinais e sintomas estéticos destas situações, promovendo a saúde da pele através da cosmetologia tópica.

Estruturas de Capítulos

“COSMETOLOGIA: COMO EU FAÇO – Volume 2” está estruturado em 11 capítulos, na ordem apresentada a seguir:

Considerando o exposto no Capítulo I – INTRODUÇÃO, apresentamos o processo de construção evolutiva da temática do estudo, contextualizando a complexidade da análise e do conhecimento científico da pele e determinando a necessidade urgente do estudo e pesquisa de novos conceitos.

Capítulo II – ACNE, expomos no capítulo dois o conceito de acne como sendo uma dermatose crônica, multifatorial e inflamatória da unidade pilossebácea, a qual é formada por uma glândula sebácea bem desenvolvida, um grande ducto e um pelo rudimentar, bem como os possíveis tratamentos da atualidade. A escolha do ativo para o tratamento home care, depende totalmente do diagnóstico correto do motivo pela qual a acne se faz presente.

Capítulo III – ENVELHECIMENTO, GLICAÇÃO E RADICAIS LIVRES, o capítulo trêsdescreve o expressivo envelhecimento populacional, realidade vivida pelos países desenvolvidos há algum tempo, e mais recentemente pelos países em desenvolvimento. Tal crescimento despertou o interesse global no desaceleramento dos danos causados à pele. Novas tecnologias, novos conceitos, novos resultados.

Capítulo IV –TABAGISMO e RADICAIS LIVRES, o quarto capítulo aborda um grande problema de saúde pública; o tabagismo, e a partir daí, descreve também os danos especialmente causados a pele, devido a imensa quantidade de radicais livres que o tabaco produz neste tecido, cerca de mais de quatro mil e setecentos conhecidos até a presente data. E de que forma a cosmetologia pode abrandar estes efeitos negativos.

Capítulo V – CUIDADOS COM A PELE DA GESTANTE, o período gestacional é descrito no capítulo cinco. Considerado um momento de grande risco de desenvolvimento de alterações na pele da gestante. O uso inadequado de produtos cosmetológicos pode acarretar problemas para a gestante e para o feto. O controle e a boa prática de cuidados afastam tal possibilidade.

Capítulo VI – CORNEOTERAPIA: UMA ABORDAGEM INOVADORA PARA ENTENDER A PELE, o capítulo seis, expõe o termo Corneoterapia, que foi definido pela primeira vez pelo dermatologista americano Professor Albert Kligman em meados dos anos 1960. A Corneoterapia descreve as intervenções preventivas que são principalmente direcionadas para a correção e restauração da barreira do estrato córneo que se tornou defeituosa e prejudicada pelos muitos fatores intrínsecos e extrínsecos da vida. Tal conceito vem amplamente sendo aceito mundialmente. E a adoção destes conceitos possibilita a correção de diversas disfunções e patologias de pele.

Capítulo VIIDERMATITES ATÓPICAS, o capítulo sete propõepodermos considerar que os defeitos na barreira cutânea são as alterações primárias da condição patológica dos pacientes com dermatites atópicas, pois as mesmas têm sido identificadas em estudos atuais. Delineamos o tema e as possíveis opções de controle tópico cosmetológico.

Capítulo VIIIPSORÍASE, expomos no capítulo oitoque a Psoríaseseja a doença autoimune mais prevalente em adultos e cujo impacto social e psicológico costuma ser subestimado. Mesmo considerando variações de desenho epidemiológico, trata-se de uma doença comum, de distribuição universal, que não apresenta cura, mas possui tratamento.

Capítulo IXROSÁCEA, no capítulo nove, tratamos sobre o tema: Pele portadora de Rosácea. A mesma é uma doença vascular inflamatória crônica, com remissões e exarcebações. Pretende-se demonstrar as bases de tratamento cosmetológicos no intuito de fornecer conforto e qualidade de pele, já que a mesma não possui cura.

Capítulo X  FITOCOSMÉTICOS DE ORIGEM BRASILEIRA, nossa biodiversidade apresenta um grande potencial de matéria prima para o desenvolvimento dos fitocosméticos, principalmente pelo fato de que nossa vasta variedade de flora local propicia uma imensa variante de produtos para a fabricação de cosméticos destinados aos tratamentos estéticos e recuperação da saúde da pele. O capítulo dez, da ênfase aos ativos que podem ser produzidos a partir da flora amazônica e do cerrado. Possuímos uma das maiores reservas de recursos naturais, diversos biomas e a mais rica biodiversidade tropical do mundo, todos esses fatores convergem para a forte tendência do mercado que consiste na vegetalização das fórmulas e a substituição de componentes químicos por soluções naturais e sustentáveis.

Capítulo XI ARGILAS, relatos históricos indicam que a utilização da argila com fins terapêuticos já era praticada na antiguidade. Argiloterapia ou geoterapia tem origem na junção das palavras gregas “geo” que significa terra e “terapia” que significa tratamento. A técnica utiliza propriedades naturais no tratamento terapêutico e estético. O capítulo onze narra sobre as argilas, em sua forma natural, orgânica e industrial, e suas habilidades terapêuticas a serviço da saúde da pele.

FINALIZANDO, concluindo o volume 2 de “COSMETOLOGIA: COMO EU FAÇO” fica a confiança de que a cosmetologia faz parte integralmente da vida profissional diária de todo profissional que exerça a estética em sua ampla definição de conceito da manutenção, recuperação e prevenção da saúde da pele. Conhecer um pouco mais dos temas aqui abordados aperfeiçoa o livro inicial “PEELING: COMO EU FAÇO”, sinto que é impossível de se trabalhar com os peelings, sem o domínio da dermatologia, bem como da cosmetologia vista nos volumes 1 e 2 de “COSMETOLOGIA: COMO EU FAÇO”.

Informação adicional

Peso0.95 kg
Dimensões19 × 14 × 3 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “LIVRO – COSMETOLOGIA: COMO EU FAÇO – VOLUME 2”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *